quinta-feira

Mosquito que é variação do Aedes aegypti preocupa autoridades baianas


O governador Rui Costa e o secretário da Saúde da Bahia, Fábio Vilas-Boas, vão a Brasília na próxima semana para apresentar ao ministro Arthur Chioro uma série de proposições voltadas ao controle de  uma possível proliferação do mosquito Aedes albopictus (variação do Aedes aegypti) no estado da Bahia.  A ideia da formulação do plano de ação surgiu porque  técnicos da Sesab  avaliam que a entrada do novo transmissor se dá pelos navios mercantes que chegam da Ásia. E o controle sanitário nos portos e aeroportos é  de responsabilidade da Agência de Vigilância Sanitária (Anvisa), órgão ligado ao Ministério da Saúde.  A secretaria baiana por enquanto não divulga quais são as proposições que serão levadas à capital federal, nem estipula a data do encontro entre as autoridades governistas. O que se sabe é que a Bahia defenderá um controle epidemiológico mais rigoroso da Anvisa.  O subsecretário da Saúde, Roberto Badaró, que é infectologista, afirma que o Aedes albopictus transmite sete doenças, além da tríplice viral, que já atinge a Bahia de forma epidêmica (dengue, chikungunya e zika vírus).  (A Tarde)

Nenhum comentário: