domingo

Preso na Lava Jato disse que era melhor chorar em uma Mercedes do que em uma bicicleta

Renato Duque | Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil 

Uma troca de e-mails entre dois ex-diretores da Petrobras presos durante as investigações da Operação Lava Jato mostra que a boa situação financeira era muito agradável entre os figurões da estatal. De acordo com conversa divulgada pela coluna Radar Online, da revista Veja, Renato Duque afirmou para Jorge Zelada que “Dinheiro pode não comprar a felicidade mas, de alguma forma, é mais confortável para chorar em um Mercedes Benz do que é em uma bicicleta". Zelada foi preso na 15ª fase da operação, no início de julho, enquanto que Duque está detido desde março.

Nenhum comentário: