sexta-feira

Mais de 30 deputados assinam manifesto que pede saída de Cunha da Câmara


Cunha é um dos acusados na Operação Lava Jato Uma semana após o procurador-geral da República, Rodrigo Janot, oferecer ao Supremo Tribunal Federal (STF) denúcia contra o presidente da Câmara, deputado Eduardo Cunha (PMDB-RJ), 35 deputados assinaram um manifesto pedindo a saída do parlamentar carioca da presidência da Casa. Divulgado nesta quinta-feira (27), o documento reforça que o “robusto conteúdo probatório” da denúncia expõe a Câmara e torna insustentável a permanência de Cunha no cargo. Além dos 18 deputados do PT e outros do PSOL, assinam o documento parlamentares do PPS, PR, PSB, PROS, PTB, PSC e o peemedebista Jarbas Vasconcelos (PE). Ao jornal O Globo, o líder do PSOL, Chico Alencar (RJ), criticou o “silêncio sepulcral” da maioria dos 513 deputados e do próprio Cunha em relação à denúncia do MP. “O presidente tinha o dever de se explica à Casa no plenário. É uma comissão programada, vergonhosa. Esse pacto de silêncio dos outros deputados lembra a máfia, pode ter ameaças graves e ocultas”, afirmou. Apesar da postura dos colegas, Chico acredita que a lista pode crescer. (Bahia Notícias)

Nenhum comentário: