terça-feira

Renan diz que impeachment de Dilma seria ‘botar fogo no Brasil’

Renan Calheiros deu entrevista nesta segunda-feira (Foto: Divulgação) 

O presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), disse nesta segunda-feira (10) que “as pessoas perguntam sobre impedimento, sobre apreciação de contas dos governos anteriores e desse governo, e eu digo que isso não é prioritário. Porque, na medida que o Congresso tornar isso prioritário, nós estaremos pondo fogo no Brasil. E não é isso que a sociedade quer de nós”. Renan fez a declaração após reunião em sua residência oficial, na qual recebeu diversos ministros do governo federal. Segundo a Agência Brasil, a reunião serviu para que Renan definisse com os ministros da área econômica e outros uma agenda para a retomada do crescimento econômico e outras reformas que sejam necessárias para o país após a crise. Na opinião dele, essa agenda deve ser ampla a ponto de reunir as forças políticas em torno dela. “Eu acho que agenda tem que tratar de tudo, da reforma do estado, da coalizão, da sustentação congressual. Eu acho que esse modelo político, essa coalizão, ela já se esgotou no tempo. É preciso dar fundamento ao ajuste, à agenda da retomada do crescimento, sinalizar claramente com relação ao futuro do Brasil e construir uma convergência com relação a esse futuro”, disse o presidente do Senado. (Agência Brasil)

Nenhum comentário: