terça-feira

Universidades estaduais permanecem sem aulas após paralisação de servidores


Servidores da Uesc também aderiram a paralisação Apesar do fim da greve dos professores, os estudantes das universidades estaduais da Bahia permaneceram sem aula nesta segunda-feira (10). Isto porque os servidores técnico-administrativos decidiram pela paralisação das atividades de hoje até sexta-feira (14) com os portões fechados. A greve dos docentes nas estaduais durou 86 dias. A única universidade estadual que chegou a ter aulas nesta segunda-feira foi a Universidade do Estado da Bahia (UNEB), uma vez que o sindicato decidiu pela adesão ao movimento apenas na manhã desta segunda, diferente das demais estaduais. Entretanto, a partir de terça-feira (11), a Uneb também estará com os portões fechados.  De acordo com o Sindicato dos Servidores Técnico-Administrativos da Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia (Afus), os sindicatos pedem o reestabelecimento do pagamento adicional de insalubridade, destinação de 7% da Receita Corrente Líquida (RCL) para os orçamentos das universidades estaduais e 1% da RCL para o Programa de Desenvolvimento e Capacitação dos técnico-administrativos. Os servidores pedem ainda o aumento do número de vagas para promoção funcional e a abertura de concursos públicos para o setor. Além disso, a categoria reivindica que seja encaminhada à Assembleia Legislativa da Bahia (AL-BA) o projeto de lei para criação de carreira. (*Correio24h)

Nenhum comentário: