quinta-feira

Temer diz que governo vai 'flexibilizar' cinco pontos na Reforma da Previdência

Temer autoriza a mudança de cinco pontos no texto da Reforma da Previdência

O presidente da República, Michel Temer, que participou de reuniões no período da manhã desta quinta-feira, 6, para tratar da Reforma da Previdência, disse, em entrevista à Radio Bandeirantes, que o governo já admite "flexibilizar a reforma da Previdência". "Estava conversando sobre a reforma da Previdência, permitindo que se faça as alterações necessárias, porque isso faz parte do diálogo do Legislativo com o Executivo" , afirmou. Segundo o presidente, o relator da matéria, deputado Arthur Oliveira Maia (PPS-BA) tem trazido ponderações dos parlamentares em relação a cinco temas: regra de transição, aposentadoria rural, Benefício de Prestação Continuada (BPC), pensões e aposentadorias especiais de professores e policiais. Temer afirmou que deu permissão para que se façam "os acordos necessários nesses tópicos, desde que se mantenha a idade mínima". Ao ser questionado sobre as dificuldades para parlamentares apoiarem o governo em medidas impopulares por conta do processo eleitoral, Temer afirmou: "Nós vamos flexibilizar as regras, o aposentado não terá prejuízo nenhum." Disse ainda que os direitos adquiridos não serão retirados. "No sistema que nós estamos fazendo a aposentadoria será até maior do que hoje", completou, ressaltando que atualmente a média paga nas aposentadoria é de 76% a 80% e que quase ninguém recebe o benefício integral. *Estadão Conteúdo

Nenhum comentário: