quinta-feira

Presidente do TSE pede a Bolsonaro e Haddad três medidas contra fake news


A ministra Rosa Weber, presidente do TSE (Tribunal Superior Eleitoral), pediu aos presidenciáveis Jair Bolsonaro (PSL) e Fernando Haddad (PT) que tomem três medidas na propaganda eleitoral e em atos de campanha para combater fake news. A magistrada quer que os candidatos defendam a integridade da Justiça Eleitoral; declarem que não apoiam a disseminação de notícias falsas; e evitem discursos de violência. Rosa, o vice-presidente da corte, Luís Roberto Barroso, e o ministro Edson Fachin -todos do Supremo Tribunal Federal e que compõem o TSE- se reuniram na noite desta quarta-feira (17) com advogados de Bolsonaro e com o comando da campanha de Haddad.  Gustavo Bebbiano, braço-direito de Bolsonaro e coordenador de sua campanha, foi convidado, porém não compareceu. Três advogados do candidato participaram do encontro. Emídio de Souza, coordenador da campanha de Haddad, foi ao encontro acompanhado pelos advogados do PT. A reunião foi convocada pela presidente do TSE. Desde segunda-feira (15) ela tem conversado com diferentes grupos para tentar encontrar uma maneira de reduzir o impacto das fake news na eleição. A própria ministra recebeu ameaças e pediu à Polícia Federal que investigue a origem de uma mensagem endereçada a ela com questionamentos sobre a lisura do processo eleitoral. Segundo relatos, os ministros se mostraram preocupados com os ataques à Justiça Eleitoral. 

Nenhum comentário: