Bahia terá 17 grandes festas privadas de réveillon com até 5 mil pessoas

|

Réveillon Mil Sorrisos em Barra Grande
Com a opção da maioria das prefeituras do estado em não fazer festa pública para o Réveillon de 2022, pelo menos 17 grandes festas privadas vão ocorrer na Bahia. Seis delas somente na capital. O público dos eventos poderá chegar a até cinco mil pessoas, como autoriza a nova portaria do governo do estado. Além de Salvador, Vera Cruz e Itaparica, na Ilha, Camaçari, na Região Metropolitana de Salvador (RMS), Ilhéus e Itacaré cancelaram as festas públicas de virada depois do espalhamento mundial da variante ômicron do coronavírus.  

Os ingressos para essas festas particulares chegam a custar até R$ 4 mil, no caso do Réveillon Mil Sorrisos, em Barra Grande, Maraú. As atrações de destaque nacional justificam os preços – Anitta, Léo Santana, Psirico e Barões da Pisadinha. Além disso, mais de 350 festas menores, em hotéis e pousadas, estão previstas para acontecer, de acordo com o Sympla, plataforma de venda de ingressos online.  

Segundo a Secretaria da Saúde do Estado da Bahia (Sesab), a responsabilidade de fiscalizar e controlar o contágio da covid-19 é das prefeituras das cidades onde as festas vão ocorrer. A pasta explica que outros fatores foram considerados para a ampliação do público permitido em espaços fechados. “Os indicadores para se avaliar novas flexibilizações não são analisados de forma isolada. São levados em conta diversos fatores, a exemplo da cobertura vacinal, casos ativos e taxa de ocupação de leitos, de forma conjunta”, esclarece a Sesab, em nota. Leia mais no CORREIO

ACM Neto lidera corrida na Bahia com 54,8%, diz Paraná Pesquisas

|

Foto: Arquivo
O ex-prefeito de Salvador, ACM Neto (DEM), lidera com folga as intenções de voto para o governo da Bahia, mostram dados levantados pelo Instituto Paraná Pesquisas em parceria com o Bahia Notícias, divulgados nesta quinta-feira (2). O democrata, que lança candidatura ao governo baiano hoje, soma 54,8% das intenções de voto no estado. O senador Jaques Wagner, que já foi governador da Bahia por dois mandatos e é a aposta do PT para 2022, aparece em segundo lugar com 23,1%. Apontado como terceira via, o ministro da Cidadania João Roma soma 3,9%. O nome seguinte é o da ex-secretária de Saúde de Porto Seguro, Raissa Soares, que concentrou 2,6% das intenções de voto na Bahia. Os nomes com os menores percentuais são do vereador de Salvador Alexandre Aleluia (DEM) 0,9% e do ex-vereador Marcos Mendes (PSOL) 0,3%. Aqueles eleitores que não souberam ou não responderam equivalem a 5% e os que votariam branco, nulo ou não escolheria nenhum dos nomes 9,3%.

André Mendonça é aprovado para o cargo de ministro do Supremo Tribunal Federal

|

 André Mendonça é aprovado para o cargo de ministro do STF
O Senado aprovou, nesta quarta-feira (1º), o nome de André Mendonça para ocupar o cargo de ministro do Supremo Tribunal Federal (STF). Foram 47 votos a favor, seis além do mínimo necessário, e 32 contrários. Mais cedo, André Mendonça teve seu nome aprovado em sabatina na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ), em uma reunião que durou cerca de oito horas. Entre a indicação pelo presidente Jair Bolsonaro e a votação no Plenário do Senado, André Mendonça teve de esperar quase cinco meses. A indicação ocorreu no dia 13 de julho. No dia 18 de agosto, a CCJ recebeu a mensagem oficial de indicação. No entanto, houve muita demora para a marcação da sabatina na comissão. Muitos senadores cobraram uma posição do presidente da CCJ, Davi Alcolumbre (DEM-AP), sobre a urgência da questão. No entanto, a sabatina só foi marcada na semana do esforço concentrado para a votação de autoridades – convocada pelo presidente do Senado, Rodrigo Pacheco. André Mendonça também teve que explicar sua posição religiosa, já que o presidente Bolsonaro o classificou como “terrivelmente evangélico”. Quando ocupou o cargo de ministro da Justiça, Mendonça recebeu críticas pela produção de um relatório, dentro do ministério, sobre a atuação de 579 professores e policiais identificados como antifascistas. Segundo Mendonça, o relatório não tinha cunho investigativo. Ele também foi criticado pelo uso da Lei da Segurança Nacional (LSN – Lei 7.170, de 1983) contra críticos do presidente Jair Bolsonaro. A LSN terminou sendo revogada pela Lei 14.197, de 2021. (Pimenta)

Tiroteio mobiliza polícia no terceiro dia de caçada ao suspeito de matar três pessoas em Goiás

|

Suspeito de assassinar a mulher grávida, uma criança e um vizinho
Um tiroteio mobilizou a polícia no terceiro dia de caçada ao suspeito de matar três pessoas em Goiás. O dono de uma chácara disse que foi recebido a tiros quando chegou em casa e revidou. “Quando virei eu vi um indivíduo parado, de camisa clara, e quando coloquei a luz e vi que era uma pessoa, já efetuou o disparo. Dois disparos contra mim, um atingiu meu carro, outro não sei onde pegou. Aí, eu revidei. Você vê que, provavelmente, pode ser alguém que esteja em fuga”, conta o empresário Caio César Marques Coelho. Tem marcas de tiros para todos os lados: na parede, nas cadeiras, na caminhonete. A Polícia Civil passou a tarde periciando o lugar para encontrar restos de cápsulas e tentar descobrir a arma usada pelo invasor da propriedade. No domingo (28), dia em que Wanderson Mota matou a mulher, grávida, a enteada e um fazendeiro, ele fugiu carregando uma arma que havia roubado do patrão. A polícia acredita que Wanderson ainda esteja usando esse revólver. Wanderson Mota Protacio já esteve preso por tentar matar a facadas uma ex-companheira, também em Goiás.

RUI PEDE QUE PREFEITOS EXIJAM VACINAÇÃO DE SERVIDORES MUNICIPAIS

|

Governador sugere que prefeituras sigam medidas adotadas pelo estado
O governador Rui Costa (PT) fez dois apelos aos prefeitos dos municípios da Bahia nesta terça-feira (30), em entrevista a emissoras de rádio de Salvador e do interior do estado. Primeiro, solicitou que os gestores municipais promovam mutirões para ampliar a cobertura vacinal completa contra a covid-19. A Bahia tem 261 cidades que não chegaram a 50% da população completamente imunizada. Segundo o coordenador de imunização do estado, Ramon Saavedra, 95% dos internados por covid-19 não tomaram a vacina contra a doença ou não completaram o ciclo vacinal. Diante desse quadro, o governador também pediu que os prefeitos exijam que os servidores municipais se vacinem, como já ocorre na esfera estadual da administração pública. “Quem concordar com essa medida, por favor, façam no âmbito municipal também”, solicitou Rui, dirigindo-se aos mandatários baianos. Nesta quarta-feira (1ª), as repartições estaduais passaram a requisitar certificado de vacinação aos visitantes. Na mesma entrevista, Rui Costa disse que é a favor da exigência do comprovante de vacinação para a entrada de visitantes de outros países no Brasil, medida rejeitada pelo presidente Jair Bolsonaro (PL) até o momento. (Pimenta)

 

©2011 BR NEWS | Todos os direitos reservados - Desenvolvido por Davii Alvarenga - Leme Produtora (73.988324409) |