terça-feira

Mobilização contra o impeachment paralisa serviços nesta terça

Protestos ocorrem em diversas cidades baianas 

Organizada pela Central Única dos Trabalhadores (CUT), a mobilização contra o impeachment da presidente Dilma Rousseff deve afetar diversos serviços na manhã desta terça-feira (10). Na véspera da votação do processo contra a petista no Senado, não devem ocorrer atos em locais específicos, mas cerca de 50 cidades baianas serão afetadas. De acordo com o presidente da CUT na Bahia, Cedro Silva, as paralisações começarão a partir das 3h desta terça, mas não há horários especificados. “O horário cada categoria decide, em assembleia. Geralmente é no início do expediente”, explicou. Além de Salvador e Região Metropolitana, outras cidades polo do estado terão mobilização de trabalhadores. Entre as categorias participantes estão bancários, petroleiros, profissionais de saúde, vigilantes, metroviários, ferroviários, comerciários, serviço público e professores. “Os trabalhadores estão lutando para defender seus direitos. Será uma mobilização nacional”, contou. Apesar da mobilização, o Sindicato dos Rodoviários de Salvador informou que não deve suspender o serviço nesta manhã (veja aqui). Mesmo assim, Cedro não negou nem confirmou se os ônibus serão impedidos de saírem das garagens. “Existe uma decisão nacional de paralisar as atividades amanhã. Não são os rodoviários, não é uma categoria específica. É um movimento de todos, independente de quem quer parar ou não”, tergiversou. (Bahia Notícias)

Nenhum comentário: