terça-feira

Piloto do avião da LaMia tinha mandado de prisão decretado, diz ministro boliviano


O piloto do avião que transportava a delegação da Chapecoense para a Colômbia, Miguel Quiroga, tinha mandado de prisão decretado por ter desertado da Força Aérea. A informação foi passada pelo ministro boliviano da Defesa, Reymi Ferreira, nesta segunda-feira (5), segundo o qual os pilotos assumem compromisso de, após formados, não se retirarem da Força Aérea até cumprirem com os anos de serviço militar previstos. Quiroga teria evitado a prisão com recursos na Justiça, de acordo com O Globo. O piloto boliviano, um dos sócios da LaMia, tinha 36 anos e estava responsável pelo avião que caiu com o time da Chapecoense, jornalistas e convidados na última terça-feira (30). A delegação seguia para a primeira partida da final da Copa Sul-Americana contra o Atlético Nacional, em Medellín. (Bahia Notícias)

Nenhum comentário: