terça-feira

Mantega admite ter conta no exterior com US$ 600 mil; ex-ministro nega ser propina

Foto: José Cruz / Agência Brasil

O ex-ministro Guido Mantega admitiu ter uma conta no banco suíço Picket, com US$ 600 mil não declarados ao fisco. Por outro lado, Mantega negou que os recursos tenham sido fruto de propina. Em petição ao juiz federal Sergio Moro, o ex-chefe da pasta nos governos Lula e Dilma Rousseff explicou que o dinheiro é referente à venda de um imóvel herdado de seu pai. No documento, segundo a revista Exame, Mantega ainda abriu mão de seus sigilos bancário, financeiro e fiscal, inclusive da referida conta, aberta antes de assumir o cargo de ministro da Fazenda. De acordo com a defesa, foi feito apenas um único depósito. A petição é assinada pelo advogado Fábio Tofic. O texto destaca também que Mantega não espera perdão ou clemência pelo erro cometido, mas jamais solicitou, pediu ou recebeu vantagem de qualquer natureza como contrapartida à sua função pública.

Nenhum comentário: