terça-feira

São Paulo: Mega operação prende 38 pessoas e Dória diz que é o fim da cracolândia

Cerca de 600 policiais participaram da operação.

As Polícias Civil e Militar prenderam 38 traficantes em uma grande operação realizada na manhã deste domingo, 21, na região da Cracolândia, no centro de São Paulo. Ao todo, cerca de 600 agentes participaram da ofensiva contra o tráfico de drogas, que ainda contou com apoio de helicópteros que sobrevoaram a área. Para ação, foram expedidos cerca de 70 mandados de prisão e 50 de busca e apreensão. O Departamento de Investigações sobre Narcóticos (Denarc) da Polícia Civil deve detalhar os resultados ao longo do dia. Conforme o Denarc, foram detidos traficantes apontados como responsáveis por fornecer a droga na Cracolândia. Entre os presos, estão bandidos que foram filmados segurando armas no entorno, nas últimas semanas, segundo os policiais. Segundo o balanço parcial, foram apreendidos três fuzis, uma submetralhadora, uma pistola calibre 380, entre outras armas, além de vários tijolos de crack. Para o prefeito de São Paulo, João Doria, a Cracolândia “acabou”. “A Cracolândia aqui acabou, não vai voltar mais. Nem a Prefeitura permitirá, nem o governo do Estado. Essa área será liberada de qualquer circunstância como essa. A partir de hoje, isso é passado. Vamos colocar câmeras de monitoramento”, disse. Segundo ele, os hotéis do programa “Braços Abertos”, que atendiam os usuários, da gestão de Fernando Haddad, serão destruídos. Segundo Doria, a região vai ganhar moradias construídas pela iniciativa privada.  O Globo

Nenhum comentário: