sexta-feira

IMBASSAHY PEDE EXONERAÇÃO DO GOVERNO



Após muitas críticas dos partidos que dão sustentação ao governo Temer e a saída ou não do PSDB da base aliada, o ministro da articulação política, Antonio Imbassahy (PSDB), pediu, por carta, exoneração do governo nesta sexta-feira, 8. De acordo com a jornalista Andreia Sadi, no G1, o pedido foi aceito pelo presidente Michel Temer. Na carta, Imbassahy escreveu que vai continuar contribuindo com a gestão Temer na Câmara. Ele reassumirá o mandato de deputado federal. O presidente respondeu ao pedido também em carta. Ele chamou o agora ex-ministro de “amigo” disse que é “grato” pelo trabalho de Imbassahy. “Os momentos difíceis a que você alude na carta foram enfrentados todos por mim, mas com seu apoio permanente. A sua ponderação, o seu equilíbrio e a sua firmeza foram fundamentais para que não só atravessássemos momentos delicados, mas especialmente porque o Brasil não parou”, elogiou Temer. O deputado Carlos Marun (PMDB, relator da CPMI da JBS, assumirá o lugar do tucano, cuidando da articulação política com o Congresso num momento em que o governo enfrenta muitas dificuldades para votar a reforma da Previdência na Câmara.

Nenhum comentário: