quinta-feira

Feira: Homem morre e outro é internado com ‘calazar’ em distrito de Maria Quitéria

Cachorros hospedam protozoário causador / Foto: Reprodução / TV Subaé 

Um homem morreu vítima de leishmaniose visceral, doença denominada de calazar, em Feira de Santana. Outro homem, de 44 anos, segue internado nesta quinta-feira (1°) com a mesma enfermidade no Hospital Geral Clériston Andrade. Segundo a TV Subaé, a vigilância epidemiológica local informou que o paciente internado representa o segundo caso na região neste ano. O homem que veio a óbito morava no distrito de Maria Quitéria, local considerado de risco para a doença. Conforme especialistas, a leishmaniose não é contagiosa, nem é transmitida diretamente de uma pessoa para outra. Também não é transmitida de um animal para outro, nem dos animais para as pessoas. A enfermidade é transmitida apenas pela picada do "mosquito palha" fêmea. No distrito, moradores estão preocupados com a grande quantidade de cães que vivem por lá. Os cachorros são hospedeiros do protozoário que causa a doença. Quem se acomete da leishmaniose visceral tem como principais sintomas febre alta com semanas de duração, fraqueza, perda de apetite, emagrecimento, anemia, palidez, aumento do baço e do fígado.

Nenhum comentário: