sexta-feira

Governo investiga a participação de milícias no assassinato de Marielle Franco

Vereadora morta em atentado teve 46 mil votos na última eleição

Dentre as primeiras informações obtidas pelo governo de Michel Temer (PMDB) sobre a investigação do assassinato da vereadora Marielle Franco (PSOL-RJ) e de seu motorista Anderson Pedro Gomes, é que milícias possivelmente estariam envolvidas no crime. De acordo com o G1, os assessores presidenciais afirmaram que essa é uma linha das investigações, mas que não se sabe qual grupo chegou a matar a vereadora. Em postagem no Twitter, o presidente apontou que casos como o de Marielle são o que motivaram a decisão da intervenção do governo federal na segurança pública do Rio de Janeiro. “Por isso, aliás, nós decretamos a interdição. Para acabar com esse banditismo desenfreado que se instalou naquela cidade por força das organizações criminosas”, disse Temer. Ele ressaltou que as forças armadas estão no estado para “restabelecer a paz e a tranquilidade”. (Estadão)

Nenhum comentário: