terça-feira

‘Lista Suja do Trabalho Escravo’ reúne 11 empregadores da Bahia

Lista foi divulgada nesta segunda-feira pelo MPT (Foto: Divulgação/SRT) 

A Bahia é o quinto estado no país com maior índice de trabalhadores resgatados de trabalho escravo de 2013 a 2017, segundo dados divulgados nesta segunda-feira (16) pelo Ministério Público do Trabalho (MPT). Ao todo, 11 empregadores no estado integram a chamada “Lista Suja do Trabalho Escravo”, elaborada pelo Ministério do Trabalho, que reúne empresas e pessoas físicas flagradas submetendo trabalhadores a condições análogas à escravidão. Das cidades baianas onde mais ocorrem resgates de trabalhadores nessas condições, São Desidério encabeça a lista, seguida por Barreiras, Luís Eduardo Magalhães, Jaborandi e Correntina, conforme o Observatório do Trabalho Escravo, do MPT. Em todo estado, desde 2013, 3.164 trabalhadores foram resgatados. O Pará lidera o ranking de estados onde mais trabalhadores em situações análogas à escravidão foram resgatados (9.918). Em seguida, aparecem Mato Grosso (4.356), Goiás (3.736) e Minas Gerais (3.358). A “Lista Suja do Trabalho Escravo” foi atualizada na semana passada, com a inclusão dos nomes de cinco empregadores que atuam na Bahia. (G1)  

Nenhum comentário: