domingo

Sobe para seis o número de mortes pela gripe H1N1 na Bahia

Campanha de vacinação contra a gripe começa no dia 23 de abril  (Foto: Leonardo Rattes/Ascom Saude GovBa) 

Subiu para seis o número de mortes na Bahia pela gripe H1N1. A vítima mais recente é um idoso de 61 anos que foi internado no Hospital Municipal de Serrinha no dia 10 de abril, mas não resistiu e morreu no dia seguinte. A confirmação da doença só foi possível na última sexta-feira (13), após o resultado do exame realizado no Laboratório Central (Lacen). Há uma mulher de 23 anos internada no mesmo hospital que também já teve o diagnóstico da H1N1 confirmado. No entanto, de acordo com o diretor regional de saúde do núcleo Centro-leste, responsável por 72 municípios nas regiões de Feira de Santana, Serrinha, Seabra e Itaberaba, Edy Gomes, ela apresenta quadro estável e não corre risco de morte."O idoso apresentava febre muito alta, dores no corpo, dor de cabeça e coriza. Na H1N1, a febre muito alta é bem característica", explicou Gomes. De acordo com o Ministério da Saúde, este ano, até o dia 7 de abril foram registrados 5 casos de H1N1 no estado. A  Secretaria de Saúde do Estado da Bahia (Sesab), no entanto, contesta o dado. Segundo a pasta, 36 pessoas foram infectadas com o vírus H1N1, sendo que quatro delas morreram no estado. A Bahia aparece em segundo lugar entre os estados onde o H1N1 mais matou pessoas. O primeiro lugar é de Goiás, com 9 óbitos.

Nenhum comentário: