segunda-feira

Ubatã: Ex prefeito Dai da Caixa é condenado à prisão por fraude com verbas destinadas para a Saúde


A Justiça Federal condenou o ex-prefeito de Ubatã, Adailton Ramos Magalhães, o “Dai da Caixa”, a 7 anos e 5 meses de prisão e a devolver R$ 2,5 milhões. A sentença foi do juiz federal substituto Jorge Peixoto, de Jequié, e inclui ex-servidores de confiança.  Os prejuízos por fraudes no FGTS e na Saúde superam R$ 3,2 milhões em valores ainda não atualizados, segundo uma investigação do Ministério Público Federal. Dai não comprovou despesas na Saúde de R$ 743.769, e de R$ 271.316 que seriam para novas unidades do Programa Saúde da Família.  Os mais de R$ 2,5 milhões foram movimentados irregularmente em contas vinculadas ao Fundo Municipal de Saúde. Nesta ação, o ex-prefeito foi multado em R$ 50 mil e condenado à perda de direitos políticos por cinco anos.  A ex-secretária Maria Celeste Guimarães perdeu os direitos políticos e levou multa de R$ 30 mil. Ambos devem devolver os R$ 2,5 milhões de forma solidária. Já a fraude com o FGTS envolveu 72 saques fraudulentos que somam R$ 517.432,60. (Pimenta)

Nenhum comentário: