quarta-feira

Odebrecht: Executivo é interrogado na República Dominicana por propina de US$ 92 mi

Foto: Divulgação 

O gerente-geral da Odebrecht na República Dominicana, Marcelo Hofke, foi interrogado nesta terça-feira (10) por autoridades do país. O depoimento é parte da investigação que tenta identificar funcionários públicos que teriam recebido US$ 92 milhões em propinas da empreiteira, entre 2001 e 2004. Apesar das seis horas de depoimento, o procurador-geral da República Dominicana, Jean Alain Rodríguez, afirmou que as declarações do executivo não foram satisfatórias. Nesta quarta (10), de acordo com a Folha, será a vez de Ángel Rondón, empresário dominicano e representante comercial da Odebrecht no país, ser interrogador. Randón foi apontado por Hofke como destinatário dos 92 milhões. A construtora brasileira é responsável pela execução da obra de maior impacto do governo de Medina, a central termelétrica de Punta Catalino, que teve custo de construção de US$ 2 bilhões. 

Nenhum comentário: