domingo

Baiana mantém cinturão do UFC após vencer adversária em decisão dividida

Foi a segunda defesa de cinturão bem-sucedida de Amanda 

Neste sábado (9), a baiana Amanda Nunes venceu Valentina Shevchenko por polêmica decisão dividida dos árbitros em luta válida pelo UFC 215, disputado em Edmonton (CAN). Com o resultado, a brasileira defendeu o cinturão das pesos galo da UFC. A decisão dividida deixou Shevchenko muito insatisfeita após o combate. Foi a segunda defesa de cinturão bem-sucedida de Amanda – a primeira aconteceu em dezembro do ano passado, quando a lutadora derrotou Ronda Rousey por nocaute técnico. Vale lembrar que a luta contra Shevchenko deveria ter ocorrido em julho, no UFC 213, mas a brasileira desistiu horas antes da luta alegando problemas médicos. O incidente despertou insatisfação em Dana White, presidente do UFC, e em toda a diretoria da organização Amanda acredita que o fato de ter dividido a luta principal deste sábado com o combate entre Demetrious Johnson e Ray Borg foi uma maneira de puni-la. A luta de Amanda recuperou o status de principal depois que Borg teve de desistir do combate com Johnson após alegar problemas médicos. (Uol)

Nenhum comentário: