segunda-feira

Cantor ipiauense Marcel inicia carreira solo e lança CD "Amaré".

Marcel é ex-vocalista da Banda Ventrílocos. 

Amar é de graça e “Amaré”, é o nome do disco solo do cantor e compositor ipiauense, Marcel, ex-vocalista da banda Ventrílocos, grupo fundado em Salvador que durou aproximadamente 5 anos. O nome da nova obra é inspirada no amor e traduz em canções, a reflexão sobre a frase, amar é. Existem várias maneiras de se concretizar o amor e uma delas é externar experiências em sentimentos musicados. Sentimento este que é preciso ter inspiração nos momentos mais diversos da caminhada de um projeto de horizonte permeado na trilha do amor. Para celebrar nada melhor que o sorriso e encanto de crianças cantando, numa sintonia simples e cheia de vontade. Foi assim, cheio de amor o ensaio do Coral de crianças carentes, coordenado pela professora Noélia Matos, cantando “Seco”, primeira canção do compositor Marcel, iniciada aos 11 anos de idade, há mais de duas décadas. 

“Há cinco anos, desde que retornei do Rio de Janeiro para Ipiaú, conheci o trabalho da professora Noélia a frente do coral e me tornei um admirador. A música “seco” estava prevista para ser registrada neste disco solo, só não sabia qual seria a interpretação. Aí tive a ideia de convidar Noélia com o seu coral. Ela aceitou e a partir daí estabelecemos o diálogo. Fiquei muito feliz com a escolha!”, disse Marcel. Marcel ainda frisou que o nascimento do seu filho, Theo, foi inspirador para compreender melhor o amor e transformá-lo em música. “A Criança pra mim representa pureza. Representa o amor e o futuro de uma sociedade. É um papel em branco que vai sendo preenchido com os traços da cultura. Desde que o meu filho Theo nasceu, hoje com dois anos, conheci o amor pleno. Fiquei mais sensível e atento às questões que envolvem os valores da família. Então unir um olhar coletivo por saber da importância da educação e da cultura na vida das pessoas, com esse fogo de amor gerado por Theo foi o que precisava para a chama musical reacender”, ressaltou Marcel. 

CD tem participação de um coral de cerca de 50 crianças. 

Coral Cerca de cinquenta crianças carentes de Ipiaú participam do coral.  Juntos estão ensaiando para gravar em estúdio a primeira faixa do disco do Marcel. O cd está em processo de finalização e será lançado ainda neste segundo semestre. Noélia Matos, coordenadora do coral há 20 anos ressaltou que “o trabalho com Marcel está bem proveitoso e as crianças estão se empenhando, pois, estão motivadas por esse novo desafio que os põe em destaque”. Flávia Lemos é uma das crianças que integram o coral, a mesma contou que “a música é muito boa para cantar e fala muito do futuro. Eu estou feliz por participar do disco. Espero que futuramente possamos gravar mais”, disse. Outra participante do coral, Flavia Alessandra, disse que “a canção incentiva a cantar. Estou me sentido feliz”. Durante o ensaio era visível a firmeza em cada voz que cantava a canção “Seco” e em coro eram entoadas os trechos da canção que diz: Chuva que cai do céu, semente que não foi plantada, cresce o que não se ver, fruto de galho em galho. *Por Vicente Andrade.

Nenhum comentário: